sexta-feira, 10 de abril de 2009

A PSIQUIATRIA ANTES DE UMA MUDANÇA CORPORAL - ESTÉTICA

A PSIQUIATRIA NA ESTÉTICA É ESSENCIAL ANTES DE FAZER QUALQUER CIRURGIA PLÁSTICA OU MUDANÇA NO NOSSO CORPO .

Quando necessário ,pede-se aos psiquiatras que avaliem a adequação do paciente á cirurgia estética.

No entanto,ao psiquiatra cabe avaliar as expectativas e nação da realidade.

Maia de 50 por cento das mulheres e ligeiramente menos 50 por cento dos homens referem insatisfação com a sua imagem.Sem surpresa ,muitas destas pessoas optam por se submeter a procedimentos estéticos para melhorar a sua aparência.
É por vezes pedido aos psiquiatras para avaliarem a adequação do paciente á cirurgia estética prevista,apesar de não existir nenhuma evidência científica que justifique a necessidade de uma avaliação de rotina a todos os pacientes candidatos ;neste sentido a decisão sobre a realização da cirurgia é da exclusiva responsabilidade do cirurgião e do paciente .O papel do psiquiatra é o de,ocasionalmente ,avaliar a condição psíquica do paciente e se as suas espectativas em relação aos resultados da operação são realistas.

EFEITOS PSICOSSOCIAIS :

Numa revisão da literatura sobre os resultados psicológicos após uma mudança do corpo verificou-se que a grande maioria dos pacientes estavam satisfeitos com os resultados da mesma e com mais auto-confiança.
Não existe nenhum estudo sobre factores preditores de insatisfação e de maus resultados psicilógicos após uma operação ,sendo que alguns factores associados podem incluir ser-se de sexo masculino,jovem,sofrer de depressão ou de ansiedade de ter uma alteração de personalidade.
De igual modo outros factores incluem a natureza da mudança ,procedimentos que envolvem uma maior mudança (rinoplastia) versos procedimentos que envolvem restaurar a aparencia (face lift) ,a extensão da mudança e as sensações envolvidas (diminuição de sensibilidade no mamilo após uma mamoplastia de redução) ,sendo que maiores alterações na sensibilidade e maiores alterações na sensibilidade e menor conforto após o procedimento tornam a adaptação mais dificil ,e até mesmo as cicatrizes .

Por fim,as expectativas do paciente em relação ao procedimento são muito importantes .Uma distinção pode ser desenhada entre as expectativas relacionadas com o eu (melhoria da imagem corporal e aumento da autoconfiança ) e as expectativas relacionadas com factores exteriores (o desejo do paciente em agradar ao seu companheiro) .
Esta ultima está associada a menores níveis de satisfação.

CONTRA INDICAÇÕES :
A plástica é habitualmente contra-indicada em três grupos de pacientes .O primeiro grupo corresponde a doentes com psicoses,mania ou depressão grave,nos quais a capacidade de julgamento sobre a necessidade de cirurgia pode estar comprometida .O segundo grupo é o de pacientes com perturbações do comportamento alimentar (anorexia nervosa ou bulimia) ,que podem ser atraídos para procedimentos como a lipoaspiração ou a abdominoplastia;e o treceiro diz respeito a pacientes com perturbação dismórfica corporal (PDC).

PERTURBAÇÃO DISMÓRFICA CORPORAL :

Esta situação caracteriza-se por uma preocupação com um defeito imaginado na aparência do individuo,ou ,no caso de existir uma pequena anomalia física,a preocupação do individuo com esse defeito é marcadamente excessiva .As preocupações mais comuns dizem respeito a uma falha menor ou percepcionada ,envolvendo sobretudo a face.Todavia ,qualquer parte do corpo pode estar envolvida e muitas vezes a queixa e extremamente vaga .A pdc é ainda caracterizada pela presença de comportamentos que consomem tempo ao individuo como olhar ao espelho ,comparar determinadas caracteristicas individuais com as de outros ou usar maquilhagem excessiva.Muitoa evitam habitualmente ,situações sociais e de intimidade .
A prevalência de casos mais ligeiros nos adolescentes e jovens adultos,apontando alguns estudos para prevalências de PDC em clínicas de estética entre os 5 e os 15 por cento .Embora o início da PDC seja durante a adolesência,o diagnóstico ocorre habitualmente dez a quinze anos mais tarde,pois muitas vezes estes individuos tendem a ser reservados ou sigilosos pois pensam que poderão ser vistos como vaidosos ou narcísicos.
Uma larga maioria dos individuos com PDC que realizam uma cirurgia plástica referem que a gravidade dos sintomas é a mesma ou se agrava após a cirurgia.
Comparativamente com indivíduos sem PDC,estes pacientes mostram maiores niveis de stress ,uma maior interferência desta situação no seu funcionamento social e ocupacional e nas suas relações de intimidade;são socialmente mais ansiosos e fugidios e têm mais expectativas em relação ao que a cirurgia irá alterar as suas vidas ,como,por exemplo,conseguirem um novo trabalho ou relação afectiva .Assim ,todos estes factores individuais devem ser analisados e se necessário trabalhados de modo a obter um funcionamento psico ssocial mais harmonioso.O autoconceito e a gestão das expectativas em relação á vida não podem depender apenas de um procedimento cosmético exterior.Se tal acontecer,a melhoria da imagem corporal e o aumento da autoconfiança proporcionado por uma mudança corporal através de operação esbate-se facilmente numa expectativa irrealista do funcionamento do eu.

Sem comentários:

Arquivo

Politica de Privacidade

Esta politica de privacidade pode ser alterada a qualquer momento. Salvo raras exepções, os comentários, trackbacks, e pingbacks, passam a fazer parte deste site permanentemente, e são da exclusiva responsabilidade dos seus autores. Se apenas ler e navegar neste site a sua identidade não é publicamente revelada. Para deixar um comentário são necessários o um nome e endereço de email. O nome pode não ser verdadeiro, e o endereço de email não será publicamente revelado. Tanto os comentários, como os trackbacks e pingbacks revelam o seu endereço de IP. Este endereço pode, conjuntamente com outros elementos, ser usado para o identificar. Para sua conveniência, ao deixar um comentário, é-lhe depositado um cookie no seu computador. Este cookie pode ser eliminado se limpar os cookies e o cache do browser. Os endereços de email, ou qualquer outra informação recolhida neste site nunca será vendida ou alugada a outros, ou revelada publicamente, salvo se assim formos obrigados por lei, para nos defendermos, ou se formos obrigados por qualquer autoridade competente. Não fazemos qualquer garantia que a informação recolhida por este site possa estar devidamente salvaguardada. Este site emprega empresas exteriores para efeitos de fornecimento de publicidade. Estes fornecedores de publicidade podem recolher e usar informações suas (mas não incluindo nome, endereço de email, morada, ou número de telefone), neste e noutros sites, para lhe exibir anúncios , produtos ou serviços do seu interesse.